“O Sermão sem fim”


universoO próprio universo anuncia a glória do Senhor. Leia as palavras inspiradas de Davi: “Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras das suas mãos.Um dia discursa a outro dia, e uma noite revela conhecimento a outra noite. Não há linguagem, nem há palavras, e deles não se ouve nenhum som; no entanto, por toda a terra se faz ouvir a sua voz, e as suas palavras, até aos confins do mundo”. (Sl 19:1-4)

Pare por um momento e pondere sobre a amplitude ilimitada do Universo. Faça isso você terá uma vaga idéia da glória ilimitada de Deus! Nas palavras de Davi: “O Universo proclama a glória de Deus”. A criação de Deus não é limitada à terra, ela abrange até mesmo o Universo desconhecido. Ele organizou as estrelas nos céus com seus dedos (Sl 8.3).

Para a maioria de nós, é difícil compreender a imensidão do Universo. Além do nosso Sol, a estrela mais próxima está a 4,3 anos-luz de distância. Vamos explicar o seguinte: a luz viaja à velocidade de 299.727 quilômetros por segundo, não por hora, mas por segundo. Isto é, aproximadamente 1.078.030.000 quilômetros por hora. Nossos aviões voam a aproximadamente 800 quilômetros por hora. A órbita da lua está a aproximadamente 384.551 quilômetros da terra. Se viajássemos de avião a lua, isso levaria dezenove dias. Mas a luz consegue chegar lá em 1,3 segundos!

Vamos continuar. O Sol está a 149.637.000 quilômetros da terra. Se você tomar um avião a jato hoje a viajar rumo ao Sol, sua jornada levaria mais de vinte e um anos! E isso sem parar! Onde você estava vinte e um anos atrás? Isso é muito tempo. Você pode imaginar voar esse longo tempo, sem um momento de intervalo, para chegar ao Sol? Para aqueles que preferem dirigir… Bem, essa façanha não poderia ser feita em toda a vida. Levaria aproximadamente duzentos anos, não incluindo qualquer parada para abastecer o carro ou descansar! Porém, a luz viaja essa distancia em meros oito minutos e vinte segundos Vamos deixar o Sol e passar para a estrela mais próxima. Nós já sabemos que ela está a 4,3 anos-luz da terra. Se construíssemos um modelo em escala da terra, do Sol e da estrela mais próxima, o resultado seria o seguinte: em proporção, a terra se reduziria ao tamanho de um grão de pimenta, e o Sol seria do tamanho de uma bola de oito polegadas de diâmetro. De acordo com essa escala de medidas, a distancia da terra ao Sol seria de quase vinte e quatro metros, que é apenas um quarto da largura de uma campo de futebol. Mas, lembre-se de que para medir essa distancia de vinte e quatro metros, um avião levaria mais de vinte e um anos! Assim, se essa é a proporção da Terra em relação ao Sol, você consegue imaginar a que distancia a estrela mais próxima estaria da nossa Terra de grão de pimenta? Você pensaria em mil metros, dois mil ou talvez três mil metros? Nem sequer chega perto disso.

Nossa estrela mais próxima seria colocada a 6,4 mil quilômetros distante do grão de pimenta! Isso significa que se você colocar a terra grão de pimenta em San Diego, Califórnia, a estrela mais próxima em nosso modelo em escala seria posicionada para lá da cidade de Nova York, no Oceano Atlântico, mais de mil e quinhentos quilômetros dentro do mar! Para alcançar essa estrela mais próxima através de avião, levaria aproximadamente uns cinqüenta e um bilhões de anos, sem parar! Isto é, 51.000.000.000 de anos! Contudo, a luz dessa estrela viaja para a Terra em apenas 4,3 anos!

Vamos ampliar este pensamento. A estrelas que você vê à noite, a olho nu, estão de cem a mil anos-luz de distância. Porém, há algumas estrelas que você pode ver a olho nu, que estão a quatro mil anos luz. Eu nem mesmo poderia tentar calcular a quantidade de tempo que levaria para um avião alcançar apenas uma dessas estrelas. Mas, pense nisto: a luz viaja a uma velocidade de 299.727 quilômetros por segundo, e ainda leva quatro mil anos para chegar a Terra. Isso significa que a luz dessas estrelas foi lançada antes de Moisés dividir as águas do mar vermelho e viajou uma distância de um bilhão, setenta e oito milhões e trinta mil quilômetros por hora, sem reduzir a velocidade ou sem para então, e está chegando na terra neste exato momento! Mas essas são apenas as estrelas na nossa galáxia, que é um ajuntamento vasto de normalmente bilhões de estrelas. A galáxia na qual moramos é chamada via láctica. Assim, vamos continuar. A galáxia mais próxima da nossa é a de Andrômeda. Sua distancia de nossa galáxia é de aproximadamente 2,31 milhões de anos-luz! Imagine, mais de dois milhões de anos luz de distância! Nós já chegamos ao limite de nossa compreensão? Os cientistas calculam a existência de bilhões de galáxias, cada uma delas contendo bilhões de estrelas. Elas tentem a se agrupar. A galáxia de Andrômeda e a nossa via láctica são parte de um agrupamento podem conter outro tanto de milhares de galáxias.

O the Guinness Book of Word Records (o livro de recordes mundiais) afirma que, em junho de 1994, foi descoberto um novo grupo de galáxias em forma de casulo. O comprimento desse grupo de galáxias foi calculado em seiscentos e cinqüenta milhões de anos-luz! Você pode imaginar quanto tempo levaria levaria para atravessar de avião uma distancia tão vasta?

O the Guinness Book of Word Records também afirma que o mais remoto objeto já visto pelo homem parece estar a mais de 13,2 bilhões de anos-luz de distancia. Nossas mentes finitas nem mesmo podem começar a entender a distancia dessa imensidão. Nós mal conseguimos ver as extremidades dos grupos de galáxias, quanto mais as extremidades do universo. E Deus pode medir tudo isso com a palma de sua mão! Para completar, o salmista nos diz: “

Conta o número das estrelas, chamando-as todas pelo seu nome. Grande é o Senhor nosso, e mui poderoso; o seu entendimento não se pode medir (Sl 147.4,5). Ele não somente pode contar os bilhões e bilhões de estrelas, mas sabe o nome de cada uma delas! Não é de se admirar que o salmista exclame: “seu entendimento não se pode medir”. 

Salomão disseMas, de fato habitaria Deus na terra? Eis que os céus e até os céus dos céus, não te podem conter… (1 Rs 8.27) você está conseguindo compreender

melhor a glória de Deus?

Extraído do livro – O Temor do Senhor (John Bevere)

Anúncios